Seja
bem vindo a
Paróquia
São João Bosco

Conheça todos os projetos

“Eu te prometo: pão, trabalho e céu.”

— Dom Bosco

Conheça as comunidades

Ver Comunidades

Nossa Paróquia

A história da Paróquia São João Bosco está relacionada com a vinda e a missão das Irmãs Azuis no bairro da Cidade Alta, em Cuiabá, Mato Grosso. Foi elevada a Paróquia em 30 de janeiro 1971 por Dom Orlando Chaves. A Irmã Maria Catarina de Almeida tornou-se a primeira vigária da paróquia e toda a missão das Irmãs Azuis na comunidade foi para a formação religiosa das pessoas, despertando nelas sentimento de amor e solidariedade para com as crianças pessoas pobres.

Em 1973, a Paróquia São João Bosco retornou para a responsabilidade administrativa da Arquidiocese, após a construção do prédio próprio Colégio Notre Dame de Lourdes, que funcionava nas salas de aulas da Paróquia. Desde então, foram diversos os párocos que conduziram a Paróquia São João Bosco, dentre eles Padre Felisberto, Padre Deusdete, Padre Julio, Padre Evandro e, atualmente, Padre Elillzo.

A paróquia tem capacidade para receber 300 pessoas e oferece em sua estrutura auditório, salas de catequese, de literacia, cozinha industrial, área para eventos e estacionamento.

Dia 31 de janeiro, celebramos a memória de São João Bosco e, dia 16 de agosto, sua natividade.

Imaculada Conseição

Imaculada Conceição de Maria

A comunidade Imaculada Conceição teve início em um terreno do Centro Comunitário, no Bairro Cohab Nova, próximo a Cidade Alta. Logo depois, o terreno onde a Capela se encontra atualmente foi comprado por meio do esforço da comunidade na época em que a paróquia tinha como pároco o padre Deosdete. Com o passar dos anos, o pároco seguinte, padre Júlio, construiu o salão de festa com doações. A estrutura foi sendo melhorada ao longo dos anos e, com o pároco atual, padre Elilzo, foi construída a Capela e outras salas.

As missas aos domingos recebem, em média, 30 pessoas, em sua maioria idosos e adultos, além de famílias. Na comunidade são realizadas aulas de Krav Magá e atividades do projeto Siminina, que atende 50 meninas no contraturno escolar.

Dia 8 de dezembro é celebrado o dia de Imaculada Conceição de Maria.

Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia

Tudo começou em 15 de novembro de 1990, quando a senhora Nabirra Jabra Ramos, que havia recebido uma graça por intermédio de Santa Rita de Cássia, resolveu formar uma nova comunidade no bairro Jardim Primavera, próxima a Arena Pantanal. A equipe que começou a formação da nova comunidade pertencia ao grupo de reflexão da paróquia São João Bosco e tinha o objetivo de unir mais as famílias, divulgar o evangelho e fazer Jesus conhecido.

Fundada oficialmente em 1993, passou a ser comunidade, com a celebração da palavra. Em 1994, teve início a Santa Missa com a Eucaristia sempre na terceira quarta-feira de cada mês. Estas celebrações aconteciam na rua, em frente às casas das paroquianas. Para conseguir fundos para comprar o terreno, o grupo promoveu quermesse com bingo na rua e, em 1997, teve início as celebrações do dia da padroeira. Faziam também rifas, jantares em festa junina, pizza, livro ouro e pedia ajuda às famílias do bairro.

O grupo adquiriu o terreno em 1997, em 1999 teve início a construção da capela, salas de catequese e cozinha, inaugurados em 2002, com capacidade para abrigar 150 pessoas sentadas e espaço para 200. Atualmente, acontece no espaço o projeto “Abelhas de Santa Rita” e a Passio Domini.

Dia 22 de maio é celebrado o Dia de Santa Rita de Cássia, a santa das causas impossíveis.

Dom Bosco

Nosso Padroeiro

Em 16 de agosto de 1815, nascia na Itália um homem santo: Giovanni Bosco.

Batizado em 17 de agosto, era filho de Francisco Luis e de Margarida Occhiena. O santo conheceu o sofrimento desde cedo, pois perdeu o pai quando tinha somente 2 anos e saiu da casa materna aos 12 anos. Desde criança sempre sonhou em ser padre e, aos 26 anos, foi ordenado sacerdote, dedicando sua vida a evangelização, acolhimento e atendimento às necessidades espirituais e materiais dos jovens que na época não tinham onde viver.

Proclamado pelo Papa São João Paulo II como pai e mestre da juventude, São Joao Bosco, foi um verdadeiro amigo da juventude, à qual consagrou o melhor de sua longa e fecunda existência. Dotado de carismas extraordinários, desenvolveu um sistema pedagógico inovador e conseguiu reunir em torno de si um prodigioso movimento de apostolado. Tinha frequentes sonhos de caráter sobrenatural nos quais recebia luzes sobre o estado de alma de seus alunos e acontecimentos do seu tempo e futuro.

Embora sem recursos econômicos, com força de vontade e, sobretudo, com uma inabalável confiança em Maria Auxiliadora, conseguiu executar projetos apostólicos grandiosos em várias nações. Fundou duas congregações religiosas – os Salesianos e as Filhas de Maria Auxiliadora -, além de um grande número de colégios para a educação de meninos pobres. Criou oratórios, catequeses e profissões voltadas aos jovens.Faleceu em 31 de janeiro de 1888, em sua cidade natal, tendo se desgastado por amor a Deus pela salvação das almas, principalmente dos mais jovens.

Sonhos de Dom Bosco

Os sonhos de caráter sobrenatural tiveram uma grande importância na vida de São João Bosco, pois era o instrumento de Deus para se manifestar e falar com o santo. O primeiro sonho aconteceu aos nove anos. Destaca-se, ainda, entre tantos, o sonho das “Duas colunas”. Clique e saiba mais.

Sonho dos 9 anos

Na idade de 9 anos tive um sonho, que me ficou profundamente impresso na mente por toda a vida. Pareceu-me estar perto de casa. Numa área bastante espaçosa onde uma multidão de meninos estava a brincar. Alguns riam, outros divertiam-se, não poucos blasfemavam. Ao ouvir as blasfêmias, lancei-me de pronto no meio deles, tentando, com socos e palavras, fazê-los calar.

Neste momento apareceu um homem venerando, de aspecto varonil, nobremente vestido. Um manto branco cobria-lhe o corpo; seu rosto, porém, era tão luminoso que eu não conseguia fitá-lo. Chamou-me pelo nome e mandou que me pusesse à frente daqueles meninos, acrescentando estas palavras:

– Não é com pancadas, mas com a mansidão e a caridade que deverás ganhar esses teus amigos. Põe-te imediatamente a instruí-los sobre a fealdade do pecado e a preciosidade da virtude.

Confuso e assustado, repliquei que eu era um menino pobre e ignorante, incapaz de lhes falar de religião. Senão quando aqueles meninos, parando de brigar, de gritar e blasfemar, juntaram-se ao redor do personagem que estava a falar.

Quase sem saber o que dizer, acrescentei:

- Quem sois vós que me ordenais coisas impossíveis?

– Justamente porque te parecem impossíveis, deves torná-las possíveis com a obediência e a aquisição da ciência.

- Onde, com que meios poderei adquirir a ciência?

- Eu te darei a mestra, sob cuja orientação poderás tornar-te sábio, e sem a qual toda sabedoria se converte em estultície.

- Mas quem sois vós que assim falais?

- Sou o filho daquela que tua mãe te ensinou a saudar três vezes ao dia.

- Minha mãe diz que sem sua licença não devo estar com gente que não conheço; dizei-me, pois, vosso nome.

– Pergunta-o à minha mãe

Nesse momento vi ao seu lado uma senhora de aspecto majestoso, vestida de um manto todo resplandecente, como se cada uma de suas partes fosse fulgidíssima estrela. Percebendo-me cada vez mais confuso em minhas perguntas e respostas, acenou para que me aproximasse e, tomando-me com bondade pela mão, disse:

- Olha.

Vi então que todos os meninos haviam fugido, e em lugar deles estava uma multidão de cabritos, cães, gatos, ursos, e outros animais.

– Eis o teu campo, onde deves trabalhar. Torna-te humilde, forte, robusto; e o que agora vês a esses animais, deves fazê-los aos meus filhos.

Tornei então a olhar, e em vez de animais ferozes apareceram mansos cordeiros que, saltitando e balindo, corriam ao redor daquele homem e daquela senhora, como a fazer-lhes festa.

Neste ponto, sempre no sonho, desatei a chorar, e pedi que falassem de maneira que eu pudesse compreender, porque não sabia o que significava tudo aquilo. A senhora descansou a mão em minha cabeça dizendo:

– A seu tempo tudo compreenderás.

Após essas palavras, um ruído qualquer me acordou, e tudo desapareceu.

Permaneci atônito. Parecia que minhas mãos doíam devido aos socos que tinha dado, que minha face doía pelos socos recebidos. Aquele personagem, aquela senhora, as coisas ditas e ouvidas, me ocuparam de tal forma a mente que não consegui retomar o sono aquela noite

Sonho das duas colunas

Me parecia que estava sobre um grande rochedo, rodeado pelo mar imenso, agitado pelo bramido e estrondos de uma terrível tempestade…

Eu vi, saindo desta borrasca enorme, o navio de grande tamanho e no seu bordo o Papa, os Cardeais, os Bispos e Sacerdotes com seu Povo. Em toda aquela vasta superfície de águas, eu vi uma multidão incontável de navios pequenos e grandes, dispostos em ordem de batalha, armados com canhões e cheios de fuzis, de armas de todo o tipo, de material inflamável e também de livros.

Esses navios avançaram contra aquela maior e mais alta que todas as outras, tentando chocar-se contra ela e incendiá-la, para fazer qualquer estrago possível. O mar agitado parece favorecer os atacantes… Em uma das ofensivas eu vi, que foi atingido também o Papa e ficou gravemente ferido perdendo muito sangue…

No meio da imensa extensão do mar, eu vi elevar-se das ondas DUAS ROBUSTAS COLUNAS, pouco distantes uma da outra. No cimo de uma poderia se ver instalada a estátua da Virgem Imaculada Maria, a cujos pés foi pendurado um grande cartaz com esta inscrição: AUXÍLIO DOS CRISTÃOS. Sobre a outra, muito mais alta e de maior diâmetro, está uma HÓSTIA de grande proporção, e abaixo havia um cartaz com as palavras: SALVAÇÃO DOS CRENTES…

A borrasca volta espantosa e o Papa que estava ao leme do navio dirigia todos os seus esforços para que o seu navio levado adiante, até que possa ancorar entre essas duas colunas… Nesta luta terrível morre o Papa. O novo Papa, superando todos os obstáculos, dirigindo a nave corajosamente, põe-se entre as duas colunas. Então sucede uma mudança total: fogem as naus inimigas, se extraviam, se chocam entre si e se despedaçam ou afundam…

No mar reina agora uma grande calma. As naus que combateram valorosamente a favor do Papa, vêem também elas e se amarram junto às duas colunas, reconhecendo que a salvação recebemos pela devoção a Maria Santíssima e Jesus Misericordioso na Eucaristia.

Nossa Vocação

Em três Dimensões

A vida e legado de São João Bosco para a juventude atravessaram séculos e, em Cuiabá, se perpetua há 50 anos, na Paróquia São João Bosco e nas comunidades Santa Rita de Cássia e Imaculada Conceição.

A vocação da nossa paróquia para a santidade acontece em três dimensões: a espiritual, a social educativa e a catequética. Conhece-as por meio de diversas ações.

Espiritual

Sonhos de Dom Bosco: Salvação

Adoração Perpétua

Devoções

Sacramentos

Social Educativa

Krav Magá

Inglês

Projeto Siminina

Aula de Violão

Oratório

Bazar Dom Bosco

Projeto Mamãe Margarida

Grupo Crescere

Projeto Abelhas de Santa Rita

Método Billings

Projeto Siminina

Música

Escola Santo André

Catequética

Curso Bíblico Litúrgico online 2020

Escola de Evangelização Santo André

Catequese para Adultos

Catequese Infantojuvenil

Catequese Bom Pastor

Horários das Missas

Capela Santa Rita de Cássia

Rua da Esperança, 66 - Cidade Alta, Cuiabá - MT, 78030-170

Sábado: 18:30h

Paróquia São João Bosco

Av. Jorn. Alves de Oliveira, 407 - Cidade Alta, Cuiabá - MT, 78030-445

Segunda a Sábado: 6h

Terça a Sexta: 18:30h

Domingo: 7h, 10h, 17h, 18:30h

Capela Imaculada Conceição

Av. Jorn. Alves de Oliveira, 407 - Cidade Alta, Cuiabá - MT, 78030-445

Domingo: 9h

Galeria

Acompanhe a nossa missa online pelo Youtube!

Catequese para Adultos Presencial

Catequese para Adultos Presencial

Ainda temos vagas para a Turma Presencial aos Domingos às 17:00h. Faça a sua inscrição na secretaria paroquial, em horário comercial e pelo telefone (65) 3637-3448.

Agenda

Catequese para Adultos Presencial

Catequese para Adultos Presencial

Ver evento
Macarronada da Capela Santa Rita de Cássia

Macarronada da Capela Santa Rita de Cássia

Ver evento
Catequese para Adultos Online e Presencial

Catequese para Adultos Online e Presencial

Ver evento

Depoimentos

O momento que eu recebi a primeira investidura minha como ministro me tocou muito, porque naquela época a minha mulher ainda era viva. Ela que me entregou a investidura. Eu agradeço a oportunidade, porque emociona a gente, porque a gente faz com amor, a gente faz com o coração.

Emanuel do Espírito Santo (in memorian)

Estamos na Paróquia São João Bosco há mais de 10 anos. Através da participação na Pastoral da Família, aprendemos o que é viver em comunidade e também sobre a importância da família estar junto na igreja. Outra coisa muito importante que aconteceu na nossa vida, foi a participação da nossa filha mais nova na catequese Bom Pastor. Então hoje nós nos sentimos filhos de Dom Bosco, e somos muito gratos a Paróquia por nos ter acolhido. Graças a ela continuamos perseverantes.

Graciele Alves

São João Bosco foi uma pessoa que trabalhou com a juventude e eu me sinto assim, jovem até hoje, apesar de estar já quase com sessenta anos de idade. Ainda me sinto jovem e sinto feliz trabalhando pra São João Bosco.

Sebastião Padilha dos Santos

Dízimo

O que é a Pastoral do Dízimo?

É o processo pelo qual, graças a uma catequese sistemática, conscientizamos os cristãos a ter um compromisso mensal com Deus e a comunidade por meio do dízimo, tornando-nos participantes da evangelização.

Contribua pelo App!

Android iOS

Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama o que dá com alegria. (II Coríntios 9:7)